Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. Provérbios 16:3

domingo, 9 de agosto de 2015

Como Está Seu Casamento

Como está seu casamento? No dia do seu casamento Deus lhe emprestou uma obra mestre cuidadosamente criada e formada. Ele lhe confiou uma criação singular. Valorize-a. Honre-a. Alguns homens colecionam esposas como troféus – um objeto de prazer, ao invés de uma parte do plano de Deus. Não cometa este erro. Seja ferozmente leal a um cônjuge. Ferozmente leal. Nem olhe duas vezes para outra pessoa. Nada de flertar. Nada de brincar. Nada de demorar no birô dele ou fazer hora na sala dela. O que importa se alguém lhe acha sem delicadeza ou puritano demais? Você fez uma promessa. Guarde-a.
Seu cônjugue não é seu troféu, mas, seu tesouro. Faça a sua esposa o objeto da sua mais alta devoção. Faça do seu marido o alvo da sua mais profunda paixão. Ame aquele que veste seu anel. Faça dele, faça dela seu privilégio gigantesco, sua prioridade altaneira (ou mais elevada)!

Tradução de Dennis Downing
Em Inglês: “How’s Your Marriage”
de “Derrubando Golias”

terça-feira, 14 de julho de 2015

Seja bênção!

Resultado de imagem para Seja bênção!
 
Não há homem ou mulher que seja bem-sucedido sozinho. Todos nós precisamos de amizade, encorajamento, ajuda e intercessão. O que as pessoas podem conquistar sozinhas para si é quase nada se comparado ao que poderiam alcançar quando trabalham em equipe, seja na família, no trabalho ou na igreja.
Salomão, um dos mais sábios reis de Israel, declarou o valor do trabalho em equipe desse modo:
É melhor ter companhia do que estar sozinho; porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se! E se dois dormirem juntos, vão manter-se aquecidos. Como, porém, manter-se aquecido sozinho? Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade (Eclesiastes 4.9-12).
 
Se você estiver aberto para o agir de Deus e mantiver a motivação correta, tendo o Pai como prioridade, a sua vida não somente mudará para melhor como também a de outros próximos a você.

Quando suas palavras e ações forem coerentes com aquilo que afirma crer, as pessoas irão confiar em você.

 
Que Deus o abençoe! Seja bênção!

sábado, 11 de julho de 2015

Pornografia na Internet: Pecado Real ou Virtual?

Resultado de imagem para Pornografia na Internet: Pecado Real ou Virtual? 
 
 
"Oi! Meu nome é Fabiana e seja bem vindo ao meu quarto. Quero te conhecer melhor. Clique aqui para entrar. Estou te esperando."
 
Eu sei o que você está pensando: "Ei, cara! Do que você está falando? Isso é um site cristão!" Pois é. E o site do nosso ministério também é. Mas, um tempo atrás, isso estava aparecendo na página inicial. Eu não sei exatamente o que aconteceu, erro no servidor, hacker, o próprio diabo, eu não sei. Mas, uma coisa eu sei, por dois dias, todos que entraram ali foram afrontados com o convite da Fabiana para entrar no quarto dela. Imagine a minha surpresa e preocupação. Isso me assustou e me fez encarar a realidade da pornografia na Internet. Isso é um problema real. Tomara que ninguém tenha sido tentado e entrado no quarto da Fabiana através do nosso site. Mas, de qualquer maneira, o perigo é real.

Olhar ou não olhar, essa é a luta. Aonde eu cresci, havia uma frase bem conhecida, "Pode olhar, só não pode tocar". Para o raciocínio humano isso até parece uma coisa muito profunda e verdadeira, porém, nós não medimos as coisas pelo raciocínio humano.

Jesus em Mateus 5:28 falou, "quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração". Jesus levou o pecado do adultério um passo à frente ao falar que só olhar e pensar de uma maneira impura é tanto pecado no seu coração quanto o ato em si. É uma coisa do coração. E essa é a coisa que importa para Jesus.

Antes, essa luta era fora da casa, na rua, na escola, no trabalho, mas, graças à tecnologia moderna, na maior parte, o computador, é bem mais fácil para você pecar com os seus olhos e pensamentos e sem sair da tua casa. Bem aí, na privacidade da tua própria casa, você pode olhar para homens e mulheres nus. Então, me diga, você acha que está tudo bem porque você está simplesmente olhando e não tocando? Obviamente, você não pode tocar porque a imagem está na tela e não no real. Mas, quantas pessoas depois de olhar foram levadas a fantasiar a respeito daquela pessoa nua na tela e acabam se masturbando? Eu acho que é bem provável que a maioria. Esse é o perigo em olhar. Ver sem querer não é o pecado. Todo dia vemos coisas que não devíamos, mas, sem ser de propósito. E nesse ponto, precisamos virar a nossa cabeça e continuar. O pecado é quando nós, de propósito, olhamos de novo e aquela imagem fica gravada na nossa mente, só para nos dar fruto mau mais tarde na forma de fantasiar e se masturbar. Meu medo é que muitos estão amarrados e presos nesses pecados tão sutis, pecados que podem ser escondidos facilmente, mas muito vergonhosos de se admitir. E, praticamente, deixando a pessoa numa prisão feita por ela mesma, para viver uma vida sem fruto e cheia de vergonha e condenação.

Pior ainda, o que acontecerá com aquele que por um tempo tem fantasiado tanto sobre uma certa situação, e o negócio real aparecer na sua frente? Depois de estar "treinando" por tanto tempo, você honestamente acha que vai ter força suficiente para enfrentá-lo ou fugir? Eu duvido. E é aí que mora o perigo.

A legalidade está dada ao diabo no ponto de olhar. Os pequenos pecados sem conserto sempre levam a pecados maiores. Aquele que não treinou para as brigas na vizinhança não vai achar força suficiente para dizer "não" no meio da guerra. Uma brechinha na porta (e isso é o que o diabo está procurando) virará uma porta completamente aberta.

Radical? Sem dúvida. Somente sendo radical nessa área vai te garantir a vitória. E deixe-me falar, Deus não está procurando crentes moles e fracos para usar, para ganhar esse mundo. Ele está procurando os crentes radicais, compromissados, santificados e santos. Ele está procurando uma geração de jovens e adolescentes que vão andar na santidade e numa unção que vai impactar esse mundo. Você é essa geração! Comece a andar em santidade e começar a utilizar a unção que Deus está colocando na sua vida. Uma unção para ganhar os perdidos, curar os enfermos e ressuscitar os mortos. Santidade é uma decisão. É a sua decisão. É uma decisão entre a vida espiritual e a morte, esquentando o banco de Deus ou jogando no campo, sendo usado ou deixado para trás. Deus quer e vai te usar da maneira que você se rende a ele.

"Cuidado enquanto você está na Internet. O diabo é sujo e vai tentar te pegar de qualquer forma. Não dê brecha a ele." E a próxima vez que Fabiana te convidar para o quarto dela, dê um "delete" nela!

Mateus 5:28 - Eu (Jesus), porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.

2 Timóteo 2:22 - Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.

Filipenses 2:15-16 - Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão.
 
Pr. Jeff Fromholz - Geração Benjamim

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Honra a teu pai e a tua mãe


“A quem amaldiçoa a seu pai ou sua mãe, apagar-se-lhe-á a lâmpada nas mais densas trevas”. (Pv. 20:20)

Honrar pai e mãe é uma lei universal e também um importante mandamento da lei de Deus. Se o amor a Deus e ao próximo é maior de todos os mandamentos, se este amor é a essência da lei divina, e se o amor ao próximo é a prova do amor a Deus, então honrar pai e mãe é o primeiro dever de um homem, pois não há ninguém mais próximo de nós do que aqueles que nos geraram.

Honrar pai e mãe não é apenas um mandamento da lei de Deus, mas também o primeiro mandamento com promessa. Filhos obedientes alegram os pais e recebem a promessa de uma vida longa e feliz. Longevidade e bem aventurança são bênçãos destinadas aos filhos obedientes. Filhos ingratos, rebeldes e desafeiçoados, porém, transtornam a vida dos pais e a sua própria vida. Filhos que gritam, desrespeitam e agridem os pais com palavras e atitudes vivem em densas trevas.

Filhos que abandonam os pais à própria sorte, não cuidam deles na velhice e ainda desandam a boca para assacar contra eles maldições são governados pelo príncipe das trevas . O sábio Salomão é enfático em dizer que a vida do filho que amaldiçoa pai e mãe terminará como uma lâmpada que se apaga na escuridão. A luz de sua vida se extinguirá inexoravelmente.
(LOPES, Hernandes)



 "Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá." (Êxodo 20.12)

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Vida Espiritual do Casal



"E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus , em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor do Senhor" Ef 55:18-21

Quando falamos de vida espiritual nos referimos a uma obra que é realizada pelo o Espírito Santo de Deus. (Jo 3:3). Conforme o profeta Ezequiel profetizou Deus estaria trocando o coração duro do homem por um coração de carne e poria neles seu Espírito (Ez 36:26). Assim, podemos entender que é o Espírito de Deus quem aplica a obra redentora no homem (arrependimento, fé, regeneração, santificação – cf. Jo 16:8; Rm 5; 8:26 ). Somente os que andam no Espírito vivem  a plena vida que Cristo tem a oferecer aos que o aceitam como Salvador.

A forma como o casal conduz sua vida espiritual determina assim seu grau de maturidade e comunhão com Deus. Percebemos que apesar de viverem debaixo do mesmo teto, muitos casais estão vivendo níveis diferentes na vida espiritual o que tras em muitos momentos dificuldades no relacionamento e nas atividades cotidianas. As prioridades passam a ser diferentes, o modo de encarar a vida também tem outro sentido. Além disso, nota-se que não há a preocupação do cônjuge Ter uma experiencia profunda com Deus.

Uma vida espiritual precisa ser marcada então pelo enchimento do Espírito, e é com base no que o apostolo Paulo nos falou é que vamos abordar então sobre a vida espiritual. Enchei-vos do Espírito, esta é a exortação. Vejamos o que Paulo quer nos ensinar com isto. Antes porém, é bom que considere-se quatro ressalvas:

- Ser Cristão verdadeiro não é uma garantia de que o casamento e a vida familiar darão automaticamente certo.
- Ser cristão comprometido com os padrões bíblicos pode trazer dificuldade ainda maiores ao casamento.
- Casamento e criação de filhos não são assuntos á parte de nossa fé.
- O conceito bíblico de casamento é único e diferente de todos os demais.

Assim podemos entender que não é somente ser crente que as situações se resolverão da noite para o dia. Na realidade passamos por um processo, onde o Espírito Santo vai trabalhando em nossas vidas nos preparando para a eternidade (II Co 3:18). Neste caminhar necessitamos várias vezes de nos enchermos do Espírito do Senhor.

I – COMO CASAL SER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO?

Para o apóstolo Paulo existem três passos necessários para obedecermos ao imperativo: Louvando ao Senhor de Coração v.19;  Agradecendo por tudo ao Senhor v.20 e Sujeitando-nos uns aos outros no temor de Cristo v.21. Ser cheio do Espírito Santo não é apenas falar em línguas. O crente cheio do Espírito Santo demonstra na sua vida “marcas” que comprovam sua vida transformada. Assim sendo, ser cheio do Espírito Santo inclui:

a) Uma vida de louvor a Deus v.19 - Em Jo 4:23 temos a orientação sobre a verdadeira adoração. Adorar a Deus deve ser uma atitude baseada na verdade e conduzida pelo Espírito. Somente aqueles que tem o Espírito podem verdadeiramente adorar a Deus. Desta mesma forma,  o louvor a Deus deve ser uma atitude conduzida pelo Espírito. Não sou eu quem determino como devo louvar a Deus. É Deus que estabelece critérios sobre o louvor que Ele recebe.  Deus é digno de louvor – 1 Cr 16:25; O louvro  Deve estar continuamente em nossa vida Sl 34:1;  Devemos estar na presença de Deus com louvor Sl 100:4; Deus deve ser louvado pelo que é – Sl 147:1; Devemos sermos como crianças a fim de que nosso louvor seja autêntico e sincero diante de Deus – Mt 21:16. Não podemos esquecer que também devemos oferecer sacrifícios de louvor (Hb 13:15), ou seja fruto dos nossos lábios que confessam que Cristo é Senhor.

b) Uma vida de gratidão a Deus v.20 - Um coração marcado pelo Espírito de Deus é grato. Sabe reconhecer as dádivas que vem de Deus e também aquilo que as pessoas fazem por ele. No mundo, onde o egoísmo e o individualismo impera, a gratidão é cada vez mais rara. Devemos aprender a sermos agradecidos (Cl 3.15,16). Ser grato a Deus é saber agradecê-lo provisão (Mateus 6:11,30-34), pela proteção sobre sua vida (Sl 91:1; Ed 8:31) pela salvação (Rm 3:24,25).

c) Uma vida de submissão a Deus e ao próximo v.21 - Paulo escrevendo aos Filipenses diz: nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo; (2.3). Este texto é bem claro em dizer que o crente deve aprender a se submeter ao próximo. Esta submissão não é escravidão. Ela representa o ato de servir, de não querer ser mais que o outro, de ver no próximo alguém semelhante.  É o Espírito de Deus que nos capacita a viver assim. Portanto, é preciso abrir “espaço” em seu coração para que cheio do Espirito de Deus você seja capacitado a respeitar e submeter ao próximo. Onde praticamos esta sujeição mútua?

- Na igreja v. 18–21;
- Na Família 5:22 a 6:4;
- No trabalho 6:5-9

Observe que aqui o apóstolo afirma que uma vida cheia do Espírito é marcada pelo louvor, a gratidão e pela sujeição mútua. Entendemos então que ser cheio do Espírito não é apenas falar em línguas , ou pregar bem ou orar fervorosamente. A atuação do Espírito de Deus na vida do casal pode se evidenciar nestes pontos apresentados por Paulo e são características que demonstram a importância de um caráter transformado por Deus.

Portanto, o ensino de Paulo sobre o casamento e a família (e também sobre nossos relacionamentos no trabalho) é a continuação explicativa do mandamento “sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo”, que por sua vez é uma explicação do mandamento principal enchei-vos do Espirito.

II – FAMÍLIA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO

Paulo em Ef 5:22 ss esta tratando com maridos, mulheres , pais e filhos quanto aos seus deveres mútuos, passando-lhes instruções que devem controlar esses relacionamentos. Toda exortação de Paulo quanto ao procedimento do casal esta baseada num imperativo: ser cheio do Espirito. Assim, no relacionamento familiar saudável deve o Espirito de Deus Ter primazia para que assim haja a plenitude da ação de Deus. Lares onde o Espirito de Deus não tem liberdade são marcados por tristezas, problemas no relacionamento, visto que suas vidas estão vivendo longe do verdadeiro conhecimento de Deus.

Tratando especificamento da questão da sujeição na família podemos verificar as seguintes questões:

- O amor do marido pela esposa, seguindo o modelo de Cristo é sacrificial;
- Santifica e cuida da esposa
- É sublime porque é figura do amor de Cristo pela igreja

Quem alcança estas atitudes demonstra Ter na sua vida o Espírito de Deus e cumpre o mandamento da sujeição. Em resposta a uma atitude madura e provedora do homem Paulo demonstra que a mulher tem como resposta o respeito e a submissão ao esposo. É importante ressaltar que num mundo onde os papeis (não as pessoas) de homem e mulher não são mais caracterizados, a bíblia tras uma forte enfase sobre como devem andar enquanto casal que possuem vida espiritual.

Esta atitude promovera o lar e trará oportunidades de crescimento tanto nas áreas do sentimento como também na fé.

III- IMPLICAÇÕES DE UMA VIDA ESPIRITUAL DO CASAL

Uma vida do casal onde ambos são cheios do Espirito e procuram viver nessa dimensão tras diversos beneficios:

a) Proporciona a ambos a oportunidade de amadurecerem juntos na fé.
b) Representa a formação de uma herança espiritual para sua família (filhos)
c) Fortalece o relacionamento
d) Cria ambiente para ministrarem um ao outro (oração, consolo, exortação, ensino, etc...).
e) É um discipulado permanente no lar (um aprendendo com o outro) a como seguir a Cristo
f) Renova as forças da casal nas diversas áreas de suas vidas.

Conclusão:
A palavra enchei-vos esta no tempo verbal que indica três coisas importantes.
- Esta no imperativo passivo – isto indica que a ação de encher não é nossa e sim do Espirito de Deus. Cabe-nos abrir nosso coração para que o Senhor nos encha. É uma atitude de disposição que Deus exige de nós.
- Esta no plural – ou seja, é para todos serem cheios
- É uma ordem (imperativo) isto indica que não é uma opção e sim uma ordem.

Cabe a você hoje abrir seu coração pois Deus quer te encher.

 Autor: Pr. Antônio Firmino da Silva Júnior 

segunda-feira, 30 de março de 2015

Pediatras pedem que menores de 2 anos fiquem longe das telas


Os pequenos já dominam o manuseio dos aparelhos de TV
Ver televisão ou vídeos não é aconselhável para crianças menores de dois anos. Pesquisas mostram que a prática pode afetar o desenvolvimento, informou um grupo de pediatras americanos nesta terça-feira.
Em vez de permitir que as crianças assistam a vídeos ou televisão, os pais deveriam falar com elas para estimulá-las a brincar de forma independente, de acordo com a primeira diretriz divulgada em mais de uma década pela Academia Americana de Pediatria (AAP, em inglês).
O Conselho segue a linha da recomendação emitida em 1999 pela maior associação americana de pediatras, mas esta publicação também adverte os pais sobre como seus próprios hábitos televisivos podem retardar a capacidade de falar em seus filhos.
“Esta diretiva atualizada traz mais evidências de que os meios de comunicação –tanto em primeiro como em segundo plano– têm um efeito potencialmente negativo e nenhum efeito positivo conhecido para as crianças menores de dois anos”, sustentou.
“Portanto, a AAP reafirma suas recomendações de desaconselhar o uso de meios deste tipo nesta faixa etária”, acrescentou.
Esta última diretiva não se refere a jogos interativos como videogames, smartphones e outros dispositivos, mas sim a meios de comunicação cujo consumo por meio de qualquer tipo de tela seja passivo, como o telefone, o computador, a televisão e outros.
O pediatra Ari Brown explicou que esta atualização era necessária devido ao aumento dos lançamentos de DVD segmentados para crianças menores de 2 anos e pelo fato de quase 90% dos pais reconhecerem que seus filhos veem algum tipo de meio de comunicação eletrônico.
A AAP convocou os pediatras a abordar o tema do uso da tecnologia com os novos pais e afirmou que qualquer adulto deve estar consciente do quanto está distraído quando a televisão está ligada.
Os estudos citados na diretiva indicam que os pais interagem menos com seus filhos quando a televisão está em funcionamento e que uma criança que brinca em frente à televisão olhará o aparelho –se ele estiver ligado, inclusive como som de fundo– três vezes por minuto.
“Quando a televisão está ligada, os pais falam menos com seus filhos”, afirmou. “Há alguma evidência científica que mostra que quanto menos tempo se dedica a uma criança, mais pobre é sua linguagem”.
Nem mesmo os chamados vídeos educativos estão beneficiando as crianças menores de dois anos, já que elas são muito pequenas para entender as imagens na tela, disse a AAP.
“As propriedades educativas dos meios de comunicação para crianças menores de dois anos continuam sem ser demonstradas, apesar do fato de três quartos dos produtos audiovisuais infantis mais vendidos terem reivindicações educativas implícitas ou explícitas”, acrescentou.
“Um espaço de brincadeiras livre é mais valioso para o desenvolvimento cerebral do que qualquer exposição a meios de comunicação eletrônicos”, concluiu a Academia Americana de Pediatria.
Fonte: Correio do Estado

segunda-feira, 9 de março de 2015

O Domínio da Língua

         Tudo o que existe em nosso universo veio a existir pelo poder da palavra. Deus falou, e nosso mundo veio a existir. Quando ele formou o homem, a mais elevada das criaturas terrestres, Deus o abençoou com a capacidade de se comunicar. Podemos falar, e até mesmo escrever, porque Deus nos deu o dom da linguagem. Quando o diabo usou palavras mentirosas para tentar Eva, ela e seu esposo caíram em pecado (Gênesis 3). Quando os homens abusaram da boa dádiva da comunicação para se exaltar e desobedecer a Deus, ele confundiu suas línguas para forçar povos diferentes a se separar e povoar a terra, como ele tinha ordenado anteriormente (Gênesis 11:1-9; veja 9:1).
Mesmo que os homens tenham freqüentemente abusado de suas palavras, a capacidade de se comunicar ainda é uma bênção. Quando o próprio filho de Deus veio ao mundo, ele foi descrito como a Palavra (João 1:1, NVI). É pela proclamação de sua mensagem, o evangelho, que chegamos a conhecê-lo e a obedecê-lo. O evangelho


"é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego" (Romanos 1:16).


"E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo" (Romanos 10:17).
Os discípulos de Jesus têm a responsabilidade de ensinar o evangelho a outras pessoas. Paulo encorajou Timóteo a cumprir esta missão:



"Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina" (2 Timóteo 4:2).


"E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros" (2 Timóteo 2:2).
A língua, portanto, é uma força poderosa. Pode ser usada para o bem, como Deus pretendia, para exprimir amor e oferecer salvação. Ela também pode ser usada para o mal, com efeitos desastrosos que conduzem à condenação. Estas duas possibilidades são claramente contrastadas em Tiago 3:1-12. Consideremos este importante texto e suas aplicações em nossas vidas.



"Meus irmãos, não vos torneis, muitos de vós, mestres, sabendo que havemos de receber maior juízo" (3:1).

Quando separado de seu contexto, este versículo parece contradizer os mandamentos e exemplos do Novo Testamento que ressaltam a importância da pregação da palavra (Marcos 16:16; Atos 4:31; 8:4; 1 Tessalonicenses 1:8; Hebreus 5:12). Em seu contexto, o versículo tem sentido. Os cristãos a quem Tiago se dirigia eram afligidos por atitudes carnais que criavam discórdia e divisão entre eles. Alguns praticavam uma religião exterior, que não vinha do coração (1:21-27). Eles tratavam as pessoas de modo diferente, baseado na sua riqueza (2:1-7). Eles eram perturbados por guerras, contendas e cobiça (4:1-4). Alguns estavam falando mal e julgando deslealmente seus irmãos (4:11-12). Qual era o problema? Parece que a raiz destes problemas podia ser encontrada em alguns professores arrogantes, que estavam mais interessados em conquistar seus próprios seguidores do que em serem seguidores de Cristo. Eles seguiam e ensinavam a sabedoria humana, em vez de proclamarem a pura mensagem da sabedoria de Deus 3:13-18). A advertência que Tiago oferece, então, vai até o coração da arrogância interesseira. Quando os homens de tendência carnal procuram ser mestres, eles convidam a uma condenação maior. Eles são capazes de perverter o evangelho para conseguir seguidores, porque eles são servos de si mesmos e não servos de Cristo.



"Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo"" (3:2).

De todas as tentações que enfrentamos, a mais persistente e difícil é a tentação de dizer alguma coisa que não devemos. Algumas pessoas lutam para eliminar palavrões e piadas sujas de seu falar (Efésios 4:29). Outros, despreocupadamente, mostram desrespeito pelo nome do Senhor, proferindo frases como “Meu Deus!”, ou “Meu Deus do Céu!” sem parar para pensar que eles estão tratando o nome do Santo Deus como se não fosse nada mais do que uma expressão comum de surpresa ou desgosto. Deus merece nosso completo respeito (Salmo 111:9-10). Muitos usam a língua para espalhar boatos e fazer acusações sem fundamento (Provérbios 16:28; 1 Timóteo 5:13). Deste modo, eles podem destruir a reputação de pessoas boas, criar discórdia entre irmãos, e até impedir a divulgação do evangelho (1 Coríntios 3:3; 1 Tessalonicenses 2:15-16). Tais pessoas não são seguidoras de Cristo, mas do diabo, o pai das mentiras e o maior acusador de todos (João 8:44; Apocalipse 12:9-10; 22:8). E todos nós batalhamos contra a tentação de falar antes de pensar, talvez uma palavra áspera ou crítica usada desnecessariamente, talvez uma expressão de raiva ou ódio. Uma simples palavra mal empregada pode levar uma nação à beira da guerra, destruir uma amizade de toda a vida, desfazer uma família, arruinar um casamento ou esmagar o auto-respeito de uma criança.


"Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar" (Tiago 1:19).

"Ora, se pomos freios na boca dos cavalos, para nos obedecerem, também lhes dirigimos o corpo inteiro. Observai, igualmente, os navios que, sendo tão grandes e batidos de rijos ventos, por um pequeníssimo leme são dirigidos para onde queira o impulso do timoneiro. Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes cousas. Vede como uma fagulha põe em brasa tão grande selva! Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno" (3:3-6).

A língua é um pequeno membro do corpo, mas exerce um poder destruidor que ultrapassa todos os outros. Como o leme de um navio ou freio na boca de um cavalo, este pequeno membro é incrivelmente poderoso. Como uma faísca pode iniciar um fogo que destruirá uma floresta, assim a língua descontrolada pode destruir uma alma e criar uma miséria terrível para outros.



"Pois toda espécie de feras, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano; a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero" (3:7-8).

Os animais podem ser treinados. Um cão pode ser ensinado a sentar-se absolutamente imóvel no meio de uma multidão de pessoas, e não se moverá enquanto seu dono não o chamar. Mas a língua precisa ser sempre mantida sob supervisão. Nunca podemos deixá-la sem a rédea ou abrir sua gaiola e deixá-la livre. Temos que manter domínio constante sobre nossas línguas para evitar o dano terrível que elas são capazes de causar.

Usando a Língua como Deus Pretendia Voltemos ao princípio. A língua não é inerentemente má. Há algumas coisas que podemos e devemos fazer com nossas línguas. Considere alguns exemplos:


Devemos louvar e adorar a Deus.
"Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome" (Hebreus 13:15).


Devemos orar.
"Orai sem cessar" (1 Tessalonicenses 5:17).


Devemos confessar Cristo na presença dos incrédulos.
"Porque qualquer que, nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos" (Marcos 8:38).


Devemos confessar nossos pecados e buscar o perdão.
"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel, e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9).


Devemos edificar nossos irmãos.

"Assim, pois, seguimos as cousas da paz e também as da edificação de uns para com os outros" (Romanos 14:19).


Devemos abençoar os outros, até mesmo nossos inimigos.
"Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis" (Romanos 12:14).


Devemos sempre falar a verdade.
". . . seja o vosso sim sim e o vosso não não, para não cairdes em juízo" (Tiago 5:12).

Lembremo-nos sempre que nossas línguas são dons de Deus para serem usadas em sua honra e glória.

Autor: Dennis Allan

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

A Coruja e a Águia


Conta-se que a Dona Coruja encontrou a Dona Águia, e disse-lhe:

- Olá, Dona Águia, se vires uns passarinhos muito lindos em um ninho, com uns biquinhos muito
bem feitos, olha lá não os coma, que são os meus filhos!

A águia prometeu-lhe que não os comeria e saiu voando; logo encontrou numa árvore um ninho,
e comeu todos filhotes.

Quando a coruja chegou e viu que lhe tinham comido os filhos, foi ter com a águia, muito aflita:

- Ô, Dona Águia, tu foste-me falsa, porque prometeste que não me comias meus filhinhos,
e mataste-os todos!

Ao que respondeu-lhe a águia:

- Eu encontrei uns pássaros pequenos num ninho, todos feios, depenados, sem bico,
e com os olhos tapados, e comi-os; e como tu me disseste que os teus filhos eram muito
lindos e tinham os biquinhos bem feitos, entendi que os teus não eram esses.

- Pois eram esses mesmos, lamentou-se a coruja.

- Pois, então, queixa-te de ti mesma, que é que me enganaste com a tua CEGUEIRA.

Assim são muitos cristãos que não tem VISÃO. Vivem uma vida feia, fracassada, derrotada,
e ainda dizem que estão bem, e que Deus esta abençoando.

"Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um
desgraçado, e miserável, e pobre, e CEGO , e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro
provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça
a vergonha da tua nudez; e que UNJAS OS TEUS OLHOS COM COLÍRIO,
para que VEJAS." Apocalipse 3:17-18

  Pr, Carlos Ostan

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

ESPOSAS, ASSUMAM O SEU PAPEL!


 Se existem muitos maridos que não assumem seu papel de liderança amorosa no lar, há também muitas mulheres que não assumem sua posição de submissão ao marido como convém no Senhor. Submissão não é ser inferior nem ser capacho.
 A mulher é igual ao homem em dignidade e honra. Foi criada como o homem à imagem e semelhança de Deus e é redimida como o homem pela fé em Cristo Jesus.
 A submissão não é desonra para a mulher nem a priva de sua liberdade. ...
A submissão da esposa ao seu marido é colocar-se sob a missão dada por Deus a ele para ser o cabeça do lar. A mulher que tenta mandar no marido, frustra-se e frustra o marido.
O papel do marido é amar a esposa como Cristo amou a igreja e o papel da mulher é ajudar o marido nessa missão, sendo-lhe submissa. A mulher sábia edifica a sua casa. A mulher temente a Deus faz bem a seu marido todos os dias da sua vida. 

 Hernandes Dias Lopes

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Depressão

Um sentimento avassalador, que toma nosso coração com a força de um raio cortante e estrondoso, sentimento este, capaz de matar, tanto espiritualmente como fisicamente também, regido por uma parcela de solidão, outra parcela de fragilidade mediante a pensamentos vãos de insegurança que é fruto de forças sobrenaturais das trevas que tentam acabar com nossa comunhão e convicção na fé que temos em CRISTO. 
Todo homem servo de CRISTO passa por estes vales, afinal, todos somos homens limitados mediante as nossas limitações de homem. Nossos pensamentos nos constrange em sua essência, sendo essa essência boa ou má, pois as forças brigam constantemente em espírito, a carne pecadora, contra O ESPÍRITO SANTO DE DEUS. Somos pecadores por natureza e estes resquícios de pecado tem nos atordoado em pensamentos vagos por simplesmente acharem que somos escravos deles, mas não somos, porque fomos libertos e comprados pelo SANGUE DO CORDEIRO!

A depressão é um estado que se alimenta de nós mesmos, ela se fortifica quando deixamos que este estado seja alimentado através dos nossos maus pensamentos que nos condena a nós mesmos, dando-nos a sensação de que somos seres fracos e desprezíveis mediante as circunstâncias. Confesso que realmente seríamos fracos e desprezíveis se não tivéssemos CRISTO para nos livrar com braços fortes das astúcias e ciladas de satanás.
Satanás por 24 horas diárias tenta nos colocar na posição de lixo humano nos acusando e usando nossos sentimentos para assim fazer porém, CRISTO por 24 horas diárias não tenta, mas ''nos livra'' de toda acusação e cilada do invejoso satanás, ou seja, nossa depressão se dá a partir do momento em que nós á alimentamos nos esquecendo de que CRISTO nos comprou e é fiel para pelejar por nós nos vales que a vida tem nos imputado. Persevere soldado, quem é satanás para te matar espiritualmente, se O SEU SENHOR é o dono da vida e da morte? Quem é satanás, quem nem poder sobre si mesmo tem? Soldado, O SEU SENHOR possui as chaves do inferno, ELE tem tudo sob controle! DEUS não olha para você do céu enquanto você está esquecido aqui na terra, mas DEUS está ai do seu lado na sua casa, no seu dia-dia, ou você não crê que O TODO PODEROSO seja Onipresente? Não alimente sua depressão, e nos momentos angustiantes, glorifique O SANTO NOME DO SENHOR que nos coloca em determinadas situações justamente para que ELE seja glorificado em verdade no nosso estado de graça e gratidão verdadeira por amor a ELE. 
Para finalizar, eu vos deixo uma passagem escrita por um grande homem de DEUS que sabia mais do que ninguém o que era passar por provações e pelo deserto!


E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.

Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (2 Coríntios 12:7-10)

Depressão é derrota, e você é mais que vencedor em CRISTO JESUS, então não dê de graça a sua vitória a satanás que lhe quer derrotado e depressivo até a morte espiritual. Fica um dos melhores trechos que já escrevi e que fala muito a esse respeito;

''No deserto aprendemos a sofrer amando e aprendemos a amar sofrendo, aprendemos a cantar gritando e aprendemos a cantar calados, aprendemos a chorar sorrindo e aprendemos a sorrir chorando.''

Pense nisso! 

PELA GRAÇA E MISERICÓRDIA DE DEUS
Cezar S D S Scholze



segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

-- Mateus 20:20-23 --

   Jesus lhes disse: “Certamente vocês beberão do meu cálice; mas o
assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não cabe a mim
conceder. Esses lugares pertencem àqueles para quem foram
preparados por meu Pai”.

 

PENSAMENTO:

   Tiago e João pediram para beber o cálice que mais adiante, no
Getsêmani, o próprio Jesus pediria ao Pai para não ter que beber
(26:39). Os filhos de Zebedeu queriam lugares de honra junto ao
Senhor. Jesus admitiu que eles teriam, mas não sabiam o quanto
estes lugares custariam. Entre os apóstolos, Tiago foi o primeiro
mártir (Atos 12:2) e João foi exilado (Apoc 1:9). É bom pensarmos
duas vezes antes de pedir algo a Jesus. Muitas vezes não sabemos o
que vem junto. Mas Jesus sabe. A autoridade de Jesus era algo
conferido por Deus Pai (11:27; 24:36; 28:18). Sendo Deus, Jesus
fazia parte da divindade. Sendo homem, ele fazia parte da
humanidade. Sendo Filho de Deus, ele é o perfeito intermediário
entre Deus e os homens, que sempre reconheceu e se submeteu ao
lugar que Deus lhe ordenou. Era melhor que nós reconhecêssemos o
nosso lugar também. Vamos seguir o exemplo de Jesus em amor e
submissão uns para com os outros. Seja qual for seu “lugar” na
igreja, faça como Jesus e deixe que sua grandeza seja conhecida por
meio de seu serviço e amor ao próximo. E se Deus lhe chamar a
alguma provação, lembre-se que Jesus já foi lá antes e lhe espera
no final. Que Deus possa lhe iluminar a cada dia do ano.


ORAÇÃO:

   Deus amado, dou-lhe graças porque, com Jesus, posso lhe chamar
de Pai. Sei que não sou e nunca serei igual a Ele. Mas também não
quero passar pelo que Jesus passou. Dou graças ao Senhor por tudo
que o Senhor proporcionou a mim e confio que o Senhor me dará tudo
que preciso para cumprir meu papel no Reino. Em nome de Jesus eu
oro e agradeço. Amém.