Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. Provérbios 16:3

domingo, 25 de agosto de 2013

A Dádiva de Ser Mãe



“Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se elas permanecerem em fé e amor e santificação, com bom senso.” I Timóteo 2:15

Mãe é a expressão do Amor de Deus. Ser mãe é uma dádiva de Deus. Ser mãe é receber de Deus um sublime dom. (Gera posteridade)

Ser mãe é receber um singelo dom. (Pois não existe outra forma de gerar o homem a não ser do ventre de uma mãe)
Ser mãe é receber um perpétuo dom. (Ela concebe um ser que nasce para ser eterno, nunca morrerá)

Dizem que cada criança que nasce é um telegrama de Deus anunciando que ainda ama o homem.

A MISSÃO DE SER MÃE

Talvez um dos papéis mais preponderantes da mulher destacado na bíblia, seja o de mãe, embora todos os papéis sejam igualmente reconhecidos. Esse papel de mãe era tão importante nos tempos bíblicos que a esterilidade feminina chegava a ser considerada uma maldição divina, porquanto furtava a mulher de uma de suas funções mais importante na vida. Há casos destacados com especialidade como o de Sara( Gn 17:15), Raquel (Gn30), e Ana (I Sm 1:2).

Quanto ao caráter negativo:
Muitas noites acordadas, cansaços físicos, frustrações, renúncias, ingratidões, uma tarefa difícil, árdua.

Ser mãe não é simplesmente colocar uma criança no mundo. Ser mãe não é eximir-se de sua responsabilidade e repassá-la a outrem, como empregadas, babás, parentes, amigos e creches.

Ninguém substitui o amor e o cuidado de uma mãe.

Quanto ao caráter positivo:
É gratificante para a mãe ver o filho que ela amamentou crescido, criado, formado, bem encaminhado na vida.

É honroso para a mãe ver em seus filhos suas próprias virtudes. É alentador para a mãe ser reconhecida por seus filhos como aquela que esteve ao seu lado nos momentos mais difíceis, educando, corrigindo, formando, protegendo, consolando, animando.

Todo e qualquer investimento, afim de que seja próspero tem que ter uma boa mão de que o cuida. Assim é a mãe, para que seu filho seja prospero durante sua vida.

Ás várias funções da Mãe:
Gerar (conceber). Alimentar. Consolar. Dar amor. Proteção. Educar. (ensinar, edificar, exortar, corrigir, repreender). “ Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele” Pv 22:6 “ Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste. E que desde a infância sabes as sagrada letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Jesus Cristo.” II Tm 3:14,15

AS VÁRIAS MÃES DA BÍBLIA

Ana (mãe de Samuel) a dor da esterilidade, não a faz desistir, mas clama a Deus que lhe responde dando-lhe o primeiro dos grandes profetas de Deus: Samuel, I Sm 1. Depois teve outros cinco filhos como bênção do Deus Altíssimo.

Rispa, a mãe modelo, mãe amorosa, não abandonou seus filhos nem quando morreram; passando aproximadamente seis meses enxotando as aves de rapina para que não comessem os corpos de seus dois filhos expostos na terra. Foi honrada por rei Davi, enterrando seus filhos nas sepulturas dos reis de Israel. (2 Sm. 21:8-14).

Quantas mães já abandonaram seus filhos, mesmo vivos? Uma tristeza.

Rispa, foi uma mãe virtuosa que entendeu e aceitou a missão de ser mãe. Uma mãe verdadeiramente convertida aos seus filhos. ( Malaquias 4:6) Mesmo em face ao sofrimento, e morte, não abandonou seus filhos nem de dia e noite ficava perto de seus corpos não deixando as aves devorar seus corpos.

Quantas mães já desistiram de seus filhos deixando que as aves das drogas, dos traficantes, prostituições, más compainhas, os pecados diversos, filmes e revistas pornográficas, namoros fornicares, namorados dormirem na casa.

Enxote essas aves de seus filhos, mande embora, mas não perca seus filhos.

Maria, mãe de Jesus, o acompanhava em todos os momentos até na hora do sofrimento da Cruz.

Mãe da filha possessa. Saiu da sua cidade Grécia de origem Siro-Fenícia levou sua filha possessa a Jesus para ser liberta. Mc 7:24-30

AS BÊNCÃOS DA MÃE VIRTUOSA

Será sempre lembrada em suas virtudes ( “Como dizia minha mãe”). Não é abandonada na velhice. Não será esquecida nem quando morrer. Será sempre amada. Seu caráter estará evidente em seus filhos e na sua posteridade. Deus a honrará como honrou a Rispa.

O amor de Deus representado simbolicamente pelo amor de mãe: “ Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que se compadece do filho do seu ventre? Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu, todavia , não me esqueceria de ti” Is 49:14,15

“ Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei o meu filho… Todavia eu ensinei a andar a Efraim; tomei-os nos meus braços, mas não atinaram que eu os curava. Atrai-os com cordas humanas, com laços de amor, e fui para com eles como quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas, e me inclinei para dar-lhes de comer.” Os 11:1,3,4

Deus abençoe cada dia as mães. Para que compreendendo a sua missão na terra, nunca desfaleça, nunca desista, nunca desanime, pois estará plantando uma semente, regando com amor, paciência e oração.

Com certeza mãe você verá um dia o fruto de teu trabalho, da noite mal dormida, das lágrimas escorridas, daquele filho que se foi sem dar noticia; Deus te mostrará os frutos de tuas orações, dizendo: “filha bendita nem tudo está perdido vi tuas lágrimas e acolhi tuas orações, vede os frutos de tuas orações e de teu labor.”


| Autor: Pr Francisco Nascimento

sábado, 24 de agosto de 2013

A Grande Diferença

Está escrito:

"Então verás outra vez a diferença entre o justo e o ímpio, entre o que serve a Deus e o que não o serve" (Mal. 3.18).


Observando de perto as pessoas, notamos algo em comum: num momento estão alegres, noutro, aborrecidas. Mas achamos tudo isso normal, pois o ser humano é mesmo "cheio de altos e baixos", de positivos e negativos.

Porém o que achamos "normal" em nossas vidas, aos olhos de Deus é o inverso, pois Ele nos criou para sermos felizes eternamente - "Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas encrencas" (Ecles. 7.29).
Desde o princípio, perdemos a comunhão que tínhamos com o nosso Criador e ficamos sujeitos a este estado de coisas, com a maldição do nosso pecado nos acompanhando. Mas, na Sua infinita bondade, Ele providenciou a nossa restauração (para quem crê), e,

"vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos" (Gál. 4.4-5).
Esta é a grande diferença para os que crêem no Evangelho - tornamo-nos felizes para sempre ao saber que

"Deus amou o mundo (as pessoas) de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê, não pereça (não vá para o inferno), mas tenha a vida eterna" (João 3.16).

Este é JESUS verdadeiro, o Jesus bíblico, o Jesus vivo, Aquele que nos faz alegres em todo o tempo, mesmo nas tribulações.
Amigo, Jesus não nos veio trazer apenas mais um paliativo, uma ilusão ou uma fase passageira, ou mesmo outra religião. Aliás, quando me perguntam "qual a minha religião", eu respondo:"Jesus é a minha religião", pois Ele me religou com Deus e me deu uma nova vida.


Jesus veio pessoalmente a este mundo de trevas para nos dar vida abundante aqui e no Céu. Todas as Suas palavras nos dão eterna segurança e verdadeira paz de espírito. Você não sente às vezes um imenso vazio dentro de si? Pois esse vazio não pode ser preenchido com nenhum prazer deste mundo. Esse vazio só acaba quando deixamos Jesus entrar em nosso coração, quando nos rendemos a Ele.


Tudo o que temos a fazer é CRER e nos lançar sem reservas em Seus braços, levando nossos fardos de pecados para que Ele nos alivie completamente, guardando sempre seus sábios conselhos em nosso coração e seguindo-O sempre sem vacilar. Tudo em Jesus é simples e descomplicado, e não há nada que Ele não possa fazer por nós.

Por quê ainda preferimos viver uma vida de fingimentos e humor inconstantes, nos enganando a nós mesmos pensando que tudo está bem, é que não dá para entender. Por que preferimos o caminho largo ao invés do caminho que Ele nos oferece, é lastimável e incongruente. Nós não cremos na Bíblia, mas, para dar satisfação à sociedade, vamos esporadicamente a uma reunião religiosa. Por este motivo, Deus diz aborrecido:

"Mesmo neste estado ainda me procuram... têm prazer em saber os meus caminhos, como quem pratica justiça... (mas) os seus lábios falam mentiras" (Isaías 58.2; 59.3).

Isso não deveria ser assim. Não devíamos viver de "fases". Crer na Palavra de Deus é o certo para todos nós. A alegria que Jesus nos dá é algo que ninguém na terra pode nos tirar (João 16.22).

Não vacilemos, pois, vamos crer no JESUS VIVO E VERDADEIRO, "o grande Deus e nosso Senhor" (Tito 2.13). Certamente teremos a alegre surpresa de constatar esta verdade: "porque, com alegria, sairemos e, em paz, seremos guiados" (Isaías 55.12).
Esta é a grande e incrível diferença!

texto de: Adail Campelo

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Seu Coração Confia Nela

Poucas influências afetam mais o coração de um homem em seu relacionamento com Deus do que a de sua esposa, para melhor ou para pior. Ela incentivará ou impedirá sua devoção espiritual ao Senhor. Ela ampliará a sua paixão por Deus ou derramará um balde de água fria sobre ela. Que tipo de mulher estimula o crescimento espiritual de seu marido? Provérbios 31:10-31 fornece um perfil da mulher que é digna da confiança do seu marido. Esta mulher é a personificação da verdadeira sabedoria que vem de Deus, fazendo com que o marido tenha total confiança nela.

 

“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias” (versículo 10). Uma mulher tão boa assim é difícil de encontrar. A palavra virtuosa (hayil) significa “força, capacidade, coragem e dignidade”. Esta mulher é um exemplo de cada uma dessas qualidades, tendo grande competência, caráter nobre e um forte compromisso com Deus e sua família. Só o Senhor pode proporcionar essa mulher virtuosa: “A casa e os bens vêm como herança dos pais; mas do SENHOR, a esposa prudente”. (Provérbios 19:14). “O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do SENHOR” (Provérbios 18:22). Essa mulher virtuosa é um presente inestimável de Deus.
Não é de se admirar que “o coração do seu marido confie nela” (versículo 11). O marido tem fé nela, porque “ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida” (versículo 12). Ela traz suas muitas qualidades para o casamento; cada uma adapta-se exclusivamente para complementar as fraquezas dele. Os dons dela tornam-se imediatamente os ganhos dele, e ela tem tanto a oferecer que faz com que ele confie nela.
Seu Serviço
Em primeiro lugar, essa esposa extraordinária lhe serve incansavelmente. Sem ficar sentada de braços cruzados, ela “busca lã e linho” ativamente, então estende a “mão de bom grado” (versículo 13) para costurar e fazer material. Ela é “como um navio mercante” (versículo 14), lançando-se para encontrar o melhor tecido, com o melhor preço, a fim de fazer as melhores roupas. Esta mulher altruísta “ainda noite, já se levanta” (versículo 15) para preparar comida para sua família. Uma excelente gestora, ela supervisiona “suas servas”, enquanto servem ao seu lado, no cuidado da casa.
Seu Sucesso
Em segundo lugar, esta mulher empreendedora age com bom senso em suas muitas decisões. Ela “examina uma propriedade” com astúcia, e adquire-a. Lá, ela planta uma “vinha” (versículo 16). Por sua “forte” (versículo 17) determinação, ela ganha uma renda extra para a sua família. Esses ganhos são “rentáveis” (versículo 18), fornecendo recursos adicionais para compartilhar com os outros. Ela trabalha bem até a “noite” com seu “fuso” e “roca” (versículo 19) para fazer roupas para a sua família.
Seu Sacrifício
Em terceiro lugar, esta mulher diligente dá generosamente ao “aflito” e “necessitado” (versículo 20). Quando “a neve” se aproxima, ela também provê para a sua família. Ela planejou com antecedência, fazendo vestidos de “lã escarlate” (versículo 21) para sua família. Ela não poupa nenhum esforço ou custo para prover o melhor que pode. Depois de prover para outros, essa mulher trabalhadora faz “cobertas” e roupas “para si”, com “linho fino e púrpura” (versículo 22). Sua capacidade de dar roupas caras é uma prova clara do favor de Deus sobre o seu trabalho. 
Sua Inteligência
Em quarto lugar, as suas muitas virtudes realçam a posição de seu marido nos “portões” (versículo 23), onde os líderes da cidade se encontram. Com a inteligência afiada, essa esposa virtuosa “faz”, “vende” e “dá” (v. 24) seus bens. Apesar de ser muito competente, ela não compete com a liderança de seu marido, mas a fortalece por sua humilde submissão—e todos sabem disso.
Sua Força
Em quinto lugar, essa esposa preciosa olha para o futuro com “força” e “dignidade” (versículo 25). Embora preveja muitos desafios,  ela “sorri” (v. 25) com confiança no cuidado providencial do Senhor. Ela tem a expectativa de que a provisão dos céus suprirá todas as necessidades de sua família. Quando as pessoas procuram o seu conselho, ela fala palavras de “sabedoria” e “bondade” (versículo 26). Apesar de ocupada fora do seu lar, ela não negligencia a “sua casa” (versículo 27).
Sua Supremacia
Em sexto lugar, ela é uma mãe tão boa que, ao observarem sua excelência, seus filhos “lhe chamam ditosa” (versículo 28). Seu marido vê o seu caráter na criação dos filhos e “a louva”. Ele se gaba de que, entre as mulheres, “[ela] a todas sobrepuja” (versículo 29). Aos seus olhos, não há nenhuma que possa, legitimamente, ser igual a ela.
Sua Espiritualidade
Em sétimo lugar, a verdadeira grandeza dessa mulher é sua devoção espiritual. Ela “teme ao Senhor” (versículo 30). “Graça” e “formosura” apenas são “enganosas” e “vãs”. O que verdadeiramente atrai o seu marido é a sua reverência a Deus. Até os líderes da cidade “a louvam” nos “portões” (versículo 31), reconhecendo a integridade em sua vida. Seu marido valoriza sua fidelidade e diligência. Ele é o mais abençoado dos homens.
É de se admirar que o marido confie nela? A realidade de Deus em sua vida faz com que ela seja merecedora de sua total confiança. Em todas as estimativas, ela é “a coroa do seu marido” (Provérbios 12:4). Somente Deus pode dar uma excelente auxiliadora como essa.
O Senhor deu-lhe essa esposa excelente? Você vê como ela é feita especificamente para você? Você reconhece como ela tem contribuído para aumentar o seu relacionamento com o Senhor? Então, dê graças a Deus por essa esposa em quem o seu coração confia.

Texto de: Steven J. Lawson

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

É errado uma esposa trabalhar fora de casa?


A questão de esposas trabalhando fora de casa é uma que ela e seu marido devem chegar a um entendimento a partir de uma perspectiva bíblica, e então permitir que o Espírito Santo oriente em sua situação específica. Tito 2:4-5 ensina que as mulheres devem ser prudentes (isto é, conhecer suas prioridades). Quais são as prioridades que uma mulher casada deveria adotar? Sua primeira deveria ser satisfazer as necessidades de sua família. O versículo 4 diz que as esposas devem amar seus maridos e filhos.

Para serem “amantes do esposo” e “amantes dos filhos” (como lemos literalmente no grego), o versículo 5 diz que as mulheres deveriam ser “boas donas de casa”. Essa frase é uma palavra no grego (oikourgos) e significa “trabalhadores do lar” ou “trabalhadores no lar”. 1 Timóteo 5:14 enfatiza o mesmo ponto dizendo que as esposas devem “governar a casa”. Essa frase no grego oikodespoteo significa “guardar a casa”. A prioridade de uma esposa, portanto, é cuidar do seu lar. Ela mostra seu amor por seu esposo e filhos fazendo do lar um refúgio de paz e descanso para a família, amigos e hóspedes.

A segunda prioridade da esposa é encontrada em 1 Timóteo 2:15, que ensina que ela encontrará grande utilidade dando à luz filhos. A palavra grega para dar à luz filhos teknogonia significa não somente gerar filhos, mas também abrange a idéia de educá-los. Esse versículo ensina também que infundir valores nos filhos é parte do papel de uma mãe. (Deuteronômio 6:6-7, Provérbios 1:86 e 6:20 nos dizem que deveria ser ensinado aos filhos os princípios da Escritura (começando com a verdade do evangelho). As mães desempenham uma parte crucial nesse processo.

Uma terceira prioridade de uma esposa é encontrada na descrição da mulher diligente encontrada em Provérbios 31:10-21.8 O versículo 21 diz que ela está envolvida no cuidado para com as necessidades do pobre e desprivilegiado. Como uma crente, uma esposa cristã tem o privilégio e responsabilidade de servir aos outros. Uma área primária na qual esse trabalho se realiza é na igreja, à medida que ela emprega seus dons dentro do corpo de Cristo.

Uma esposa que satisfaz essas três prioridades provavelmente será uma pessoa muito ocupada. Se ela ainda tiver tempo sobrando, então estará livre para buscar atividades empreendedoras e criativas fora do lar. Sem dúvida, as mulheres que são mais livres para fazer isso são as solteiras e as casadas, mas ainda sem filhos. Mas mesmos essas mulheres deveriam se assegurar que estão cumprindo suas responsabilidades no lar antes de saíram para o local de trabalho.